quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Notícia ruim mora no perfil ao lado.

“Infelizmente, ou felizmente, depende do ponto de vista, estou me tornando frio novamente. Encarando o amor com indiferença e não querendo que no exato momento ele faça morada em minha vida. Entretanto, estou adotando a escrita como nova substituta. I’m ready!” – Christopher Duarte.


Abro o perfil e vejo as fotos
Vejo-me por segundos hipnotizado
Paralisado sob o teclado do notebook
Quase balbuciando algo
Mas nada que seja audível ou compreensível.

Abro o perfil e vejo as postagens
Fico “stalkeando” possíveis conversas,
Possíveis comentários que se dirijam a mim
Ou indiretas minuciosas, entretanto,
Iludo-me!

Abro o perfil e vejo seu estado civil
No momento agradável
Está só, sem ninguém,
Ou com alguém às escuras
Dúvidas!

Abro o perfil e por dias isso me corrói
Não consigo chamar no bate papo,
Visto que a única vez que chamei
O rumo da conversa foi apenas por pura educação,
Respondendo-me por responder.

Abro o perfil e descubro a nova novidade
Que está muito feliz,
Que está contente em ter um novo par
E que o status de relacionamento foi alterado,
Triste.

Abro o perfil pela última vez
Descubro que querer o que não é meu
É o mesmo que furtar, não quero isso,
Quero que seja livre e ao mesmo tempo feliz
Seja com quem for, eu acho.

Não abro mais o perfil, excluí
E assim termina a noite
Com alguém feliz por ter alguém ao seu lado
Com alguém contente por ter um par
E comigo tomando outro rumo.

Sem coragem de abrir o perfil
Apenas fiz-me feliz pela situação que dói,
Mas entenderei ao longo do tempo e aceitarei
Enquanto isso a escrita me consolará
Ou ouvirei a boa nova da semana.

Perfil que pretendo esquecer
Apenas trouxe-me notícias ruins,
Amar, “stalkear”, elogiar, estar à disposição
Para nada!
Hoje não mais...

- Escrita, conforte-me!
- Faça-me render bons textos.
- Faça-me sonhar além do que tenho sonhado!
- Entretenha-me com suas entrelinhas.
- Quer saber? Faça-me feliz!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário